terça-feira, junho 28, 2011


O doce sabor do desconhecido..


E se o mundo acabasse amanhã, o que aconteceria depois? Há vida após a morte?
E se o que você pensa estar certo na verdade não passar de um longo cochilo numa noite mal dormida?
E se os seus planos não passarem do vislumbre de um futuro não muito distante?
E se o livre arbítrio estiver sendo controlado por uma força maior, talvez seja tudo destino?
E se tudo for um sonho? 

O que é ter certeza? Dá pra ter certeza de algo nesse mundo, ou tudo não passa de uma realidade inventada?
E se você deixasse de acreditar em tudo o que vê?
O que você vê é igual ao que eu vejo?
E se os loucos forem os mais sábios e os que se julgam mais espertos forem os mais loucos de todos?
Alguém pode me dizer como saber o que é certo e o que é errado se cada ser humano possui sua própria visão sobre as coisas que os cercam?
E aí, seguir o modelinho pré-fabricado de ser humano politicamente correto que a sociedade tenta impor desde o começo dos tempos, ou viver à sua própria maneira correndo o risco de ser julgado "diferente"?

Se tudo fosse fácil, o mundo seria assim tão interessante? Provavelmente não...!
Porque o que realmente importa não são as respostas, mas sim as perguntas, indagações, divagações.. É o mistério do que se julga impossível...

Inteligentes são aqueles que conseguem continuar fazendo perguntas mesmo sabendo que a maioria delas nunca terá uma resposta concreta...

Como dizia nosso bom e velho Bob Marley: "Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais!"
2

2 comentários:

ϟ Cynthia Brito disse...

Não custa tentar! E ser diferente não é normalidade, muito menos loucura.

Que lindo texto, Bels!

Adorei.

Fica com Deus!
Beijoooos

Thay disse...

Muito bom esse texto. Devemos questionar sempre, essa é a magia da vida, se tudo fosse certeza a vida não seria assim tão interessante.
;**

Postar um comentário

E aí, o que achou do texto? Seja sempre bem vindo(a) e volte sempre! ;* <3