terça-feira, abril 19, 2011


...

 
"Eu nunca aceitei a simplicidade do sentimento. Eu sempre quis entender de onde vinha tanta loucura, tanta emoção. Eu nunca respeitei sua banalidade, nunca entendi como pude ser tão escrava de uma vida que não me dizia nada, não me aquietava em nada, não me preenchia, não me planejava, não me findava. Nós éramos sem começo, sem meio, sem fim, sem solução, sem motivo. Se eu sinto falta do seu amor? Como posso sentir falta se ele nunca existiu, nem sei que cara ele teria, nem sei que cheiro ele teria. Não existiu morte para o que nunca nasceu."

Tati Bernardi
4

4 comentários:

» Cynthia Brito! disse...

Com certeza. Adorei a última frase.
Beijinhos, Bela e boa semana santa :D

CintiaTavares disse...

Perfeição.
Sem palavras.

Thay disse...

Ah, Tati sempre perfeita.
e seu blog tah lindoo
;**

Anônimo disse...

Não existiu morde porq nunca morreu ;x Continua o mesmo ;x

Postar um comentário

E aí, o que achou do texto? Seja sempre bem vindo(a) e volte sempre! ;* <3