domingo, novembro 07, 2010


Entre dentro da minha mente, mas feche a porta ao sair

 Eu descobri que ser feliz envolve muito mais do que apenas sorrir, e que chorar não vai me deixar mais ou menos triste, porém vai aliviar minhas tristezas mais profundas. Eu descobri que quando o sol acorda traz com ele um novo dia, cheio de incertezas, decisões a serem tomadas, caminhos a serem trilhados, segredos a serem descobertos, e que as estrelas deram pra falar de você ultimamente... Percebi que o passado nunca morre por completo, não some como fumaça nem é levado pelo vento. Ele "volta" sempre pra nos alertar, abrir nossos olhos, para que o presente não se torne um eco, uma repetição. Um dia pensei que fosse fácil correr atrás das borboletas, sonhei... Me decepcionei, tive medo, pensei em desistir. Eu me preocupei demais, fiz tempestade em copo d'água, pulei de cabeça onde não deveria e me recolhi quando deveria me soltar, deixei de sonhar, deixei de acreditar, endureci... Joguei fora o que me fazia sofrer, matei todos os fantasmas que existiam dentro de mim, levantei e comecei a caminhar. Embarquei em busca de um lugar ensolarado, com chuvas moderadas e poucas tempestades, onde todos os dias valham a pena, as diferenças se completem, os olhos se comuniquem e os corações se entendam. Voltei a cuidar do meu jardim. Dessa vez não correrei atrás das borboletas, não tentarei capturá-las, não limitarei seu voo, mas farei de tudo para que permaneçam no meu jardim. Que o meu sol não seja sempre quente e que as noites não sejam sempre estreladas, mas torço para que o seu calor aqueça minhas noites frias e seus olhos iluminem meus dias nublados...
11

11 comentários:

Pâmella Ferracini disse...

Tão lindo Bela *-----*

ViH disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Mágica, como você sempre costuma ser!

O dom da vida e de saber vivê-la foi entregue e conquistado por pouquíssimas pessoas, e isso é perceptível se paramos para analisar a nossa sociedade.

Fico muito feliz ao ler seus texto, pois descobri que você foi uma das presenteadas com este dom.

Fique bem, Bela! ;*

Claire disse...

Amei teu blog.mto lindo msmo!!
Seguindo.
beijos flor!

Mariana Leal disse...

lindo , extremamente

Nina disse...

Oi querida td bem? Adorei seu blog! Tô seguindo com carinho!

Bjinhos

Nina

Meu blog: doce-meio-amargo.blogspot.com

Never Say never love! disse...

lindo texto bella... adorei!!!

Diário de Marcella disse...

Texto lindo, lindo... (:

Beeijos,
Marcella.

dear sarah disse...

Oh querida, obrigada pela visita (:
nossa, é, precisamos cultivar tudo que há dentro de nós..
algumas pessoas entram e acabam fazendo uma bagunça dentro de nós, e até mesmo esquecem de fechar a porta como você disse. Mas assim como as feridas ou até mesmo outros sentimentos precisam ser cicatrizados a porta tem que ser fechada de uma vez por todas.

Fica bem, você é especial! bjs

Ellen Azevedo disse...

Ser feliz é um dom, cabe a nós descobrir e viver!

Tah disse...

Quando achares que as borboletas estão voando alto de mais para que as alcance, lembre-se que aqui em baixo tem pessoas que te ajudarão a pegar as borboletas e que iram te ajudar a achar aquele caminho a caminhar onde as borboletas não fogem dos nossos dedos, onde você achara quem te esquente nas suas noites frias e que te abane nos seus dias quentes...kkk

Se cuide menininha e lembre-se as borboletas sempre voltam!!!

Postar um comentário

E aí, o que achou do texto? Seja sempre bem vindo(a) e volte sempre! ;* <3